2012-10-29

É energia ou Energia?

É energia ou Energia? 29 de Outubro de 2012. Mensagem de Jennifer Hoffman



É energia ou Energia?

29 de Outubro de 2012.

Mensagem de Jennifer Hoffman
Algumas vezes é difícil ficar com alguma coisa e esperarmos um resultado final que sabemos que é possível ou deixarmos ir e ficarmos satisfeitos em saber que fizemos o melhor possível. A maneira de sabermos o que escolher, é encararmos as nossas expectativas. Se o resultado que desejamos significa que alguém tem que mudar ou fazer algo, então podemos estar procurando uma conclusão, uma validação, uma recompensa pela nossa contribuição a sua vida ou um pouco de gratidão. Isto envolve “energia” e embora isto possa acontecer, pode ser que não. Será que ficamos bem ao deixarmos ir e avançarmos, o que requer “Energia”? Podemos nos dar o encerramento que queremos e não nos arrependermos, não nos ressentirmos ou nos sentirmos insatisfeitos com os resultados? A resposta está na diferença entre energia e Energia.

A energia do “e” minúsculo é um fluxo de energia que controlamos e dirigimos. Sua fonte está em nosso corpo energético e parece muito familiar como deveria, porque é energia reciclada. Seja o que for que estivermos fazendo com esta energia, o que estivermos sentindo, pensando, acreditando e as experiências que estivermos tendo, faz parte de padrões muito antigos que temos repetido ao longo de muitas vidas. Parece frustrante e irritante, se estivermos trabalhando arduamente com isto e sem obtermos os resultados que queremos. É porque estamos presos em um ciclo e não há maneira de resolvê-lo, a menos e até que estejamos dispostos a abandoná-lo (energia) para a Energia.

A Energia com “E” maiúsculo, é a energia universal ou da Fonte. É o que chamamos de amor incondicional (que é uma energia e não uma emoção), o fluxo com que nos conectamos o tempo todo. Se for este o caso e se estamos sempre ligados a este poderoso fluxo, por que não podemos experienciar mais alegria em nossa vida? Não podemos nos conectar com a Energia universal que está em uma frequência superior a nossa. Ainda que ela incorpore uma elevada frequência, ela também existe em todas as frequências. Estamos cientes e acessamos a frequência que corresponde com a nossa. Basicamente, não podemos estar cientes de uma frequência energética que seja mais elevada do que a que atualmente incorporamos, não importa que outras frequências potenciais estejam disponíveis.

Aqui está outra visão sobre a energia – se estamos tentando curar, mudar ou transformar alguém, estamos em sua frequência energética, não na nossa e estamos reciclando a energia, não convidando novas frequências. Assim, estamos tentando mudá-las, refletindo a sua energia, o que significa que não podemos acessar a energia com que somos capazes de nos conectar, porque abandonamos a nossa frequência para curarmos alguém. É por isto que fazer a escolha de nos afastarmos de uma situação pode ser tão difícil, pois nos sacrificamos muito para estarmos neste caminho. Mas no final, a escolha se refere à energia e à frequência que queremos incorporar que irá nos ajudar a nos alinharmos com o amor, a paz, a alegria e a abundância que queremos criar em nossa vida. Assim, vocês iriam preferir ter energia ou Energia? A escolha é sua e vocês podem mudar o caminho, a frequência e a vibração de sua energia a qualquer momento. Escolham a partir da alegria, busquem o amor incondicional, sejam claros em sua intenção para a sua vida e a Energia que precisam, estará disponível a vocês.


Tradução: Regina Drumond –reginamadrumond@yahoo.com.br