2011-05-31

*FAZER UM ENSAIO DO QUE QUER*.

FAZER UM ENSAIO DO QUE QUER EXPRESSAR E COMO QUER VIVER OS ULTIMOS MOMENTOS.


Autora: Márcia Leonides



PODE SER UMA MANEIRA DE EXERCITAR A PACIÊNCIA E ENCONTRAR AS PALAVRAS CERTAS NAS HORAS CERTAS.



Normalmente utilizo uma frase que sempre deu um bom resultado. Senhor DO CÉU ou Espírito Santo... Dê-me a palavra certa nas horas certa!

Sempre procure este método, por que se o que vier para ser dito com Sabedoria Divina, for autorizado a falar. É por que, esta liberação de sentimento ou palavra de atitude, seguramente partiu do seu Ser Divino.


E que já no seu inconsciente deixou registrado esperando o momento exato para liberar na sua mente o que ele preparou através do Espírito da Verdade. Uma comunhão de pensamento já foi bem elaborada dentro do ser que proporcionou esta liberação da palavra. Isto acontece muito nos consultórios de psicologia. Eu sempre utilizei os ensinamentos, partindo do meu psicólogo permanente meu ser Cris tico. Tudo porque sempre ao falar, parecia que havia peso nas palavras das pessoas com relação ao meu ser. Tudo isto acontecia comigo porque deixava para somente escutar e depois entre as linguagens da resmungarão interna. E guardando no fundo da alma os ressentimentos. Hoje dou graças ao meu ser que me ensinou á falar as palavras certas nas, horas certas. E não sei como vocês irão receber ou imaginar tudo isto. Muitas vezes dizemos que a palavra tem força. E como tem! Por isto se algo verdadeiro que falamos toca o seu ego.



É porque há algo dentro do seu ser escondidinho, talvez ate pela falta de coragem de expressar sentimentos impuros, alimentando a falsa discrição, e acabando engolindo muitas farpas.



Digo com sinceridade hoje não sinto estas insatisfações ao falar algo que surge do meu ser. Porque a confiança na maneira indígena que ele tem de se expressar faz com que as palavras soam como uma navalha cortante. Mas, pode ter certeza quando esta navalha cortante passar pelo seu ego. Tenha certeza que a verdade entrou no seu ser e empurrou a ironia do ego. Sempre que algo penetra na sua alma, e sentir algo como insatisfação é muito bom analisar reler e principalmente pedir o esclarecimento o discernimento daquela frase ou mensagem ou qualquer palavra e conversação. O ego é falso e gosta de dissimular os sentimentos, mascarando para que não abra espaço para a compreensão. Faz com que seu pensamento se distrai do verdadeiro sentido da palavra. Procurar escrever versos poesias, qualquer texto faz bem a mente porque explora outros horizontes. Sempre tive o habito de escrever, ler, e muitas coisas que escrevi hoje lêem e dizem como foi que escrevi estes assuntos, e não via o conteúdo, como se fosse algo automático, relendo muitas coisas hoje vejo o tanto de ensinamentos que recebi do meu ser. Só que agora a visão de tudo que escrevi. Tem um sentido muito diferente de quando foi escrito. Porque amadurecimento é algo que se adquire com as experiências da vida. E ver muitas situações acontecendo neste tempo. Sinto que tudo que escrevi nada mais eram as defesas e ensinamentos para caminhar nas turbulências atuais, agradeço por tudo. O tempo passa cada vez mais acelerado. Rever tudo agora auxilia muito nas determinadas situações dá uma visão clara de que sempre somos assistidos por nosso ser divino. E deixando tudo escrito fica mais fácil saber entender determinada situação por onde deverá retornar. Logicamente juntando as experiências atuais.



O retorno tem que ser feito. E se soubermos dos caminhos por onde nos enveredamos em vários pontos... Não teremos que entrar novamente no labirinto da vida. Fica mais fácil encontrar a saída. E assim sendo os propósitos traçados serão rapidamente concluídos. Sim, pois as dádivas da vida são nos expostas a todo o momento, mas, com a mente fechada jamais conseguiremos tocá-la. Como explicar algo para si mesmo que já não se lembra mais. As lembranças muitas fezes vem destorcidas, porque as melhores lembranças são as dos bons momentos. São as lembranças dos momentos felizes que se grava como sonho. Mas, o que precisa ser concertado são os percalços. E sempre devido às dores, não queremos recordar.



E eles os tais momentos difíceis que são armazenados no escuro da alma, nos cantos onde deixamos de visitar. Porque ali deixamos lembranças que de fato queríamos esquecer. Mas, como muitas vezes é preciso rever certas situações, avaliar as atitudes! Então necessariamente precisamos abrir esta porta emperrada, e deixar entrar á luz da compreensão, do perdão, da maturidade, do amor, da sinceridade, para que a fala não soe á ti mesmo como embargo, devido reviver aquela dor. Mas, porque reviver algo doloroso? Porque para que se certifique que a dor da vida passou verdadeiramente e não ficou: ressentimento magoa... Desequilíbrio de qualquer espécie, pois, são estes sentimentos que corroeu a alma e faz adoecer a matéria humana. Existem muitas doenças Karmíca. *Que só cura quando nos permitimos abrir as portas dos corredores da alma*. E assim, deixar sair todos os bichos e fantasmas, que se ocupa da nossa alma. Pois, algo que não tem explicação do medico da terra... *Tem toda armazenada dentro do ser humano*, realmente é algo que não se explica! Porque só quem sente sabe dizer o que sente. Então com a alta avaliação pode se tiver uma noção de si mesmo quando lembrar-se dos momentos difíceis que passaste na vida. Veja tudo com bons olhos saiba discernir do que se tirou de aprendizado destas passagens, isto se for relacionamento, família, e outras tantas prisões de nossa alma. Tudo tem um porque e uma razão de ser algo que muitas vezes consideramos ruim der repente seria a solução para uma nova oportunidade de viver e ser feliz um novo projeto para que a vida continuasse a existir de forma mais bela.



EXPLICAR DE ONDE VINHA AS IDEIAS E AS VISÕES



Para escrever só mesmo acreditando na espiritualidade, porque só assim posso explicar como tudo se armazenou dentro do meu ser. Crer na vida fora do plano físico esta é uma realidade. E que nossa alma sabe antecipadamente tudo que ocorre isto se dá devido às informações do nosso espírito. Algo que não se explica, mas, sentimos. Gosto muito de me comunicar com o invisível, e não pretendo deixar de estar com eles. Não pelas informações que recebemos da espiritualidade.



Mas, pela verdade que eles nos permitem sabe entender e discernir. Assim vamos aos conscientizando do nosso dever com a espiritualidade e do zelo que devemos ter com a nossa alma. Porque ele é o instrumento mais próximo do nosso espírito. E prepara-nos porque um dia ele o nosso espírito habitará o lugar de nossa alma.

Conscientizando - se do dever para com nosso ser eles vão aos despertando á medida que nosso entendimento se encaixe nas explicações e nos ensinamentos procurando as informações, associando as situações para se chegar á verdade de nós mesmo.



Tudo pode ser facilmente esclarecido se aceitarmos o nosso interior como a morada do nosso Espírito.

Assim seja feita á sua vontade na terra e a do vosso Pai/Mãe Divina em vós!



Texto: marcia leonides

data: 2011 05 31

São Paulo SP.

BRASIL

Postado por Márcia Leonides L. Loureiro.