2014-08-25

HEREDITARIEDADE - NÃO CARREGUE O QUE NÃO VOS PERTENCE.

Hereditariedade - Não Carreguem o Que Não Vos Pertence

SERES DE LUZ E MESTRES ASCENCIONADOS


«Vamos falar da vossa hereditariedade, e sobretudo da acumulação de todas as vossas experiências.
Quando uma alma deseja refazer um caminho de evolução, de experimentação na matéria, ela escolhe sempre o mesmo grupo humano por esta ou aquela razão. Uma das razões é que muitas vezes ela deve, de certa forma, limpar ou compreender a lei de causa e efeito.
Assim num mesmo círculo de família, ela pode escolher este ou aquele Ser que lhe permitirá levar a bem a experimentação que escolheu, e através da impregnação que terá vivido da sua mãe, do seu pai, de todos os seus antepassados, ela poderá libertar-se de tudo o que não for mais importante para ela.
O termo “libertar-se dos antepassados” não é a expressão exata, porque não nos podemos libertar daquilo que não existe mais. Pelo contrário, vocês podem ser a reencarnação dos vossos antepassados.
Dessa forma podem libertar-se de certas correntes que vocês criaram a vós mesmos.
Vamos entrar um pouco mais em pormenor. Quando a alma encarna, quando toma vida e corpo na barriga de uma mãe, ela constrói-se com a matéria da sua progenitora. Assim, no sangue e nas células que vão compor o seu veículo de manifestação, haverá a impregnação da vivência da progenitora que, por sua vez, está impregnada da vivência da sua própria progenitora. A impregnação dos antepassados pode fazer-se a esse nível.
Isto só tem importância para uma certa superação. Mesmo que a vivência da mãe ou do pai possa influenciar muito, que possa haver uma hereditariedade pesada, é simplesmente a escolha da alma que vem experimentar a vida. No mesmo círculo de família, no mesmo grupo de alma, ela poderia ter escolhido um outro progenitor que lhe teria feito viver outra coisa. Assim a escolha de tal progenitor é sempre feita pela alma que encarna.
Pelo contrário, a única bagagem real para ela, é a soma considerável de todas as experiências que estão armazenadas ao nível da sua alma.
As suas próprias experiências pertencem-lhe.
A esse nível, ela nunca poderá estar impregnada pelas experiências dos outros. Ela tem suficientemente coisas para gerir, transmutar, limpar as suas próprias vivências, as suas próprias experiências.
A alma dar-se-á sempre os meios necessários em função do seu programa de vida que estabeleceu com a ajuda dos seus preciosos guias.
Compreendam que a hereditariedade encontra-se a nível celular, e sobretudo a nível físico. A hereditariedade pode encontrar-se a nível de carências de saúde, e mesmo a nível de pontos comuns, a nível das personalidades, das semelhanças físicas, porque tudo isto pertence à parte da matéria da encarnação.
Não se preocupem muito com tudo o que herdaram das pessoas que vos conceberam no momento das vossas encarnações. A única “preocupação” que devem ter é tomarem consciência do poder gigantesco que está em vocês, tomarem consciência que podem parar qualquer lei de causa e efeito.
Podem limpar tudo, transcender.
Neste caso, se tivessem a capacidade de fazê-lo, antes de trazerem um filho ao mundo, seja o progenitor ou a progenitora, a criança que trariam ao mundo não estaria carregada de certas hereditariedades. Ele escolher-vos-ia a vocês, que já fizeram um imenso trabalho, para viver uma encarnação mais leve. Vocês facilitar-lhe-iam a sua encarnação neste mundo, facilitar-lhe-iam a sua missão.
A palavra “facilitar” é relativa porque escolheria não ficar muito carregado com as preocupações ou a hereditariedade emocional que poderia ter adquirido da passagem durante a gestação.
Devem realmente “preocupar-se” é em clarificar o mais possível a vossa vida, a vida que aqui levam, nesta encarnação.
Quanto mais clarificarem esta existência, mais facilidade terão para clarificar e limpar o que trouxeram convosco como traumatismos ou para limparem certas coisas de que se devem libertar.
A vida é simples, mas por vezes, na Terra, não só carregam as vossas próprias preocupações mas ainda carregam as preocupações dos vossos próximos. O mesmo esquema reproduz-se quando estão em gestação na barriga da vossa mãe.
Compreendam o processo!
Não carreguem o que não vos pertence.
Tenham sempre Amor e Compaixão pelos vossos próximos, por aqueles que por vezes sofrem junto de vocês. Porém nunca carreguem as suas cargas, sejam as suas cargas emocionais ou as cargas constituídas pelas suas doenças ou as suas dificuldades.
Claro, poderão ser ajudados por pessoas de coração que vos colocarão num certo estado de vibração e de consciência para trazer ao de cima tudo o que estiver mergulhado no mais fundo da vossa alma, mas é preciso que tudo isso se faça no Amor, no respeito, senão não terá muita utilidade; mais ainda, e é muito importante, poderiam trazer ao de cima coisas que não vos pertencem e receber de uma outra entidade uma vida que não foi a vossa.
Cada um nesta existência, deve encontrar os seus próprios marcos, as suas próprias ferramentas para o ajudar a subir degrau após degrau. Ferramentas são-vos dadas mas por vezes não estendem a mão para apanhá-las. Ainda não têm consciência que esta ou aquela ferramenta é a ferramenta certa para vocês.
Agora o mais importante é acalmar o mais possível a vossa mente e o vosso ego, evitar que vos perturbem demasiado. Quanto mais evoluírem, mais a vossa mente vos contará histórias porque não quererá perder o domínio da vossa vida. Por isso estejam muitos vigilantes, pois ela tentará travar-vos criando dúvidas, traumatizando-vos desta ou daquela maneira, criando medos. São vocês que devem ludibriá-la continuamente.
Devem estar cada vez mais atentos às manifestações de medo ou de preocupações que poderão vos assaltar pois cada vez mais ficarão confrontados com isso. Abençoar os vossos medos é iluminar a escuridão e sabem que quando projetam a Luz na escuridão, esta desparece, ela fica aniquilada.
Quanto mais avançarem, mais estarão confrontados com vós mesmos, mais se encontrarão em frente das vossas possibilidades de superação, de desapego, de compreensão, de perdão. No entanto, se não conseguirem abrir mão, perdoar, compreender porque vivem esta situação na relação que têm com o outro, na relação que têm com a vida, o vosso sofrimento será importante. Ele será muito mais importante para vocês que para a ou as pessoas que vivam como vocês as mesmas dificuldades, porque quanto mais avançarem, mais se afinarão nas vossas percepções, nos vossos sentimentos, nas vossas emoções.»

Fonte: http://ducielalaterre.org