2014-08-30

O ABUSO DE PODER PODE SER BARRADO. - Os magistrados só pensam em dinheiro.

 
 
Amigos,
Os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) estão mais uma vez em busca de um aumento desproporcional em seus contracheques. Não satisfeitos com o já altíssimo salário de R$ 29,4 mil mensais, o atual projeto – que já foi aprovado em sessão administrativa há dois dias – propõe um reajuste de 22% em seus salários. O mesmo passará para R$ 35,9 mil mensais se for aprovado pelo pelo Congresso!
Em um país onde o salário médio do trabalhador não passa de R$ 1.167, parece até uma piada ter que deparar-se com uma notícia dessa nos noticiários. O projeto demonstra que os senhores magistrados do STF continuam a viver em um mundo paralelo, incrivelmente distante da realidade brasileira.
Vale ainda lembrar que os ministros já gozam de vários privilégios que outras categorias só sonham em ter, tais como um período de férias de 60 dias anuais, licença remunerada para fazer cursos no exterior, um auxílio-alimentação que ultrapassa em muito a média dos servidores públicos, e um auxílio-moradia acima R$ 4,4 mil por mês!
Outro problema é que, caso o aumento seja concedido pelo Congresso, toda a classe da magistratura será beneficiada. Os juízes do Superior Tribunal de Justiça (STJ) ganham 95% do valor recebido pelos ministros do Supremo; os juízes da segunda instância, ganham 95% do recebido pelos integrantes do STJ; e assim por diante. Até mesmo o legislativo e o executivo poderão ser favorecidos por um tal aumento!
De acordo com o próprio STF, o reajuste terá um impacto de R$ 2,5 milhões só para o STF e de R$ 646,3 milhões para as demais instâncias do Judiciário da União.
Esta campanha sempre se opôs aos aumentos salariais, despesas, e auxílios abusivos, de políticos e magistrados, que não condizem com a realidade do nosso país. Agora é a sua vez de mostrar que você também se opõe a este abuso! Assine agora nossa petição e compartilhe com toda a sua rede social:
https://www.causes.com/actions/1753295-peticao-para-a-extincao-dos-privilegios-abusivos-dos-juizes-brasileiros
Grato pela perseverança de todos,
Vinícius
PS: Foto por Gervásio Baptista/SCO/STF - www.stf.jus.br
Zn
DISCUSS THE UPDATE